O cérebro nos holofotes

Não, os Jogos Olímpicos de 2016 não são o próximo grande evento que o Brasil vai sediar. Antes disso, o país irá receber um dos mais importantes eventos internacionais da neurociência.

O 9º Congresso Mundial do Cérebro vai acontecer de 7 a 11 de julho de 2015, no Rio de Janeiro. Durante os cinco dias de evento, serão realizadas mais de 140 atividades, entre conferências, simpósios, sessões de pôsteres e diversas outras atrações.

A programação, preparada por um grupo seleto e internacional de especialistas em diferentes áreas da neurociência, oferece um cardápio variado a pesquisadores e profissionais dos mais distintos perfis, desde os mais teóricos até os mais interessados em aplicações.

A abrangência temática é um dos pontos fortes do programa. Doenças cerebrais, memória emocional, abordagens computacionais para a compreensão do cérebro, fronteiras na sinalização de endocanabinoides e música como uma janela para o cérebro são apenas alguns dos diversos temas que estarão em debate.

https://yt3.ggpht.com/-tckkqyXnFlw/U88aipOLl-I/AAAAAAAAAQI/MwX2WjbinO0/w1060-fcrop64=1,00005a57ffffa5a8-nd/Banner_NC_YT_02_.jpg

Ou seja, haverá assunto para todos os gostos e interesses, e não apenas dentro do programa oficial do congresso, que se prepara para acolher 6 mil pessoas. Os corredores, intervalos e eventos sociais também são ótimas oportunidades para troca de ideias e experiências e locais propícios para o início de promissoras parcerias.

Como no caso dos Jogos Olímpicos, esta é a primeira vez que o congresso – promovido a cada quatro anos pela Organização Internacional de Pesquisas sobre o Cérebro (IBRO) – vai ser realizado na América do Sul, sinal de reconhecimento dos esforços e contribuições da região para o fortalecimento da neurociência.

NeuroChannel
Além da importância científica, a realização do congresso no Brasil é uma excelente oportunidade para a divulgação mais ampla da neurociência no país; é um bom momento de mostrar para o grande público a relevância das pesquisas sobre o cérebro e engajá-lo nessa fascinante busca pela compreensão da mente humana.

Pensando nisso, o comitê organizador do congresso está preparando uma série de iniciativas paralelas de difusão e popularização da neurociência.

Uma delas já está no ar, ou melhor, na web! Lançado em abril, o NeuroChannel tem o duplo papel de manter a comunidade neurocientífica bem informada sobre o congresso, trazendo notícias em primeira mão relacionadas ao evento, e divulgar a neurociência para o grande público.

Hospedado no YouTube, o canal traz vídeos curtos e dinâmicos, ricamente ilustrados e animados, sobre temas instigantes relacionados ao cérebro. O que governa as emoções? Como funciona o cérebro altruísta? Para que serve dormir e sonhar? Estas são algumas das questões já abordadas por especialistas brasileiros no BrainStorm, um dos programas do canal.

As próximas edições do programa manterão o debate quente e marcarão o início das contribuições estrangeiras no NeuroChannel. Barry Everitt, da Universidade de Cambridge, falará sobre o vício em drogas; Alexander Borst, do Max Planck Institute of Neurobiology, abordará o aspecto computacional do cérebro; e Gero Miesenböck, da Universidade de Oxford, contará como ajudou a desenvolver o campo da optogenética. Isso só para citar alguns dos vídeos já em produção!

O NeuroChannel tem uma página no Facebook na qual tem divulgado o 9º Congresso Mundial do Cérebro e os vídeos publicados no canal do YouTube. Mas o intuito é ir além e tornar esse espaço um local de discussão dos temas introduzidos nos vídeos, de colaborações e de trocas de ideias sobre a neurociência e a sua divulgação.

Para isso contamos com a sua participação nas discussões e ajuda na disseminação do canal. E claro, esperamos ver a comunidade em peso no Rio em julho de 2015. Até lá!

Informações completas sobre o congresso na página oficial ibro2015.org

Categorias: Eventos, Neurociência e tags: , , , . Para adicionar o texto à sua lista de favoritos, use o permalink. Envie um comentário ou deixe um trackback: URL de trackback.

Envie um Comentário

Seu email nunca será divulgado. Os campos de preenchimento necessário estão marcado com um *

*
*