01 VAGA PARA PÓS-DOUTOR EM NEUROCIÊNCIAS – ICe , UFRN

01 VAGA PARA PÓS-DOUTOR EM NEUROCIÊNCIAS
Instituto do Cérebro – UFRN
Bolsa CAPES-PNPD (3 anos + taxa de bancada)
Contactar Prof. Dr. Rodrigo N. Romcy-Pereira (web: www.neuro.ufrn.br)
Contato: RNRPEREIRA@NEURO.UFRN.BR
Projeto: Caracterização Molecular e Eletrofisiológica de Circuitos Límbico-Corticais em Modelo Experimental de Autismo-Epilepsia
O autismo é um transtorno complexo do desenvolvimento que afeta a maturação do encéfalo e produz alterações sensoriais, de linguagem e de interação social com início na infância. Vários estudos indicam um importante envolvimento de fatores genéticos na expressão dos sintomas autistas, além de fatores ambientais que acometem a vida embrionária e pós-natal (Muhle et al., 2004). Estudos recentes em modelos animais indicam que é possível que alterações moleculares específicas durante o desenvolvimento possam produzir circuitarias neuronais hipersensíveis, resultando em sintomas típicos do autismo (Markram et al., 2007; Nestler et al., 2010). No modelo de valproato fetal, em particular, têm sido observadas alterações eletrofisiológicas como aumento da excitabilidade neuronal e perda de células de Purkinje e neurônios do tronco encefálico (Rodier et al., 2007; Roullet et al., 2010). Aumento nos níveis de serotonina cortical, e deficiência na expressão de BNDF e neuroliginas também têm sido relatados (Rodier et al., 2007; Tabuchi et al., 2010). Entretanto, ainda pouco se conhece das mudanças em circuitos límbico-corticais. O presente projeto tem como objetivos principais: (1) analisar a expressão de receptores de serotonina (5HT-1A e 5HT-2A/C), glutamato (AMPA, NMDA) e ocitocina no hipocampo, amígdala e córtex pré-frontal de animais autistas utilizando qRT-PCR e imunofluorescência; (2) avaliar alterações eletrofisiológicas na comunicação entre o hipocampo, amígdala e cortex pré-frontal em animais autistas, utilizando registros de atividade neuronal com múltiplos eletrodos; e (3) testar se o silenciamento de interneurônios GABAérgicos ou expressão de BDNF no córtex pré-frontal é capaz de resgatar o fenótipo autista, de acordo com a hipótese de hiper-excitabilidade cortical, através do uso de vetores virais de expressão. A participação de um pós-doutor neste projeto é fundamental para sua execução devido a seu caráter integrativo de estratégias avançadas em neurociências e seu objetivo de caracterizar um novo modelo de autismo com grande validade de face. Neste projeto pretende-se não somente avaliar a eletrofisiologia in vivo e a expressão de receptores moleculares em circuitos límbico-corticais, mas também testar estes circuitos após a inativação de interneurônios ou sobre-expressão de BDNF no córtex pré-frontal dos animais experimentais. Pretendemos selecionar um candidato que tenha experiência comprovada em biologia molecular ou eletrofisiologia para que seu expertise contrabalançe os desafios do projeto. Seu conhecimento em uma das áreas de requisito viabilizará a execução do projeto (eletrofisiologia ou biologia molecular), assim como garantirá espaço para que o candidato aprenda e implemente a área complementar que não domina. De fato, o maior desafio do projeto será a implementação da metodologia molecular de inativação celular e expressão viral de maneira localizada e controlada. Para isto, já temos os vetores virais e as instalações para seu manuseio; assim como a experiência para os testes necessários que deverão ser realizados. Outro aspecto importante que já vem sendo encaminhado é a geração do modelo animal de autismo. Neste caso o pós-doutor contribuirá na fase final de desenvolvimento do modelo experimental que vem sendo implementado em nosso laboratório. Portanto, a participação de um pós-doutor neste projeto é determinante no sucesso da implementação desta abordagem eletrofisiológica-molecular e de sua execução. Além disso, acreditamos que seja muito motivante uma vez que envolve desafios ao nível de um profissional recém-doutor. O candidato terá como tarefas aprender a gerar e testar o modelo experimental de autismo, implementar a metodologia molecular e aplicar a metodologia eletrofisiológica sob a supervisão do coordenador do projeto e auxílio do corpo docente do IC. O pós-doutor terá que escrever o(s) manuscrito(s) resultante de seu trabalho e participar na supervisão de alunos de pós-graduação. Ao final de seu período como pós-doutor, o candidato terá recebido treinamento nas áreas de eletrofisiologia, biologia molecular e pesquisa com modelos animais de doenças neurológicas.
*************************

Rodrigo Neves Romcy-Pereira, PhD – Professor Adjunto
Instituto do Cérebro (IC)
Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
Av. Nascimento de Castro, 2155 – Lagoa Nova
CEP. 59056-450 Natal – RN
email: rnrpereira@neuro.ufrn.br

Categorias: Eventos e tags: , , . Para adicionar o texto à sua lista de favoritos, use o permalink. Envie um comentário ou deixe um trackback: URL de trackback.

Um Comentário


  1. Fatal error: Uncaught Error: Call to undefined function ereg() in /home/storage/5/54/f3/blog250/public_html/wp-content/themes/thematic/library/extensions/hooks-filters.php:194 Stack trace: #0 /home/storage/5/54/f3/blog250/public_html/wp-content/themes/thematic/comments.php(34): thematic_commenter_link() #1 /home/storage/5/54/f3/blog250/public_html/wp-includes/comment-template.php(1512): require('/home/storage/5...') #2 /home/storage/5/54/f3/blog250/public_html/wp-content/themes/thematic/single.php(38): comments_template() #3 /home/storage/5/54/f3/blog250/public_html/wp-includes/template-loader.php(77): include('/home/storage/5...') #4 /home/storage/5/54/f3/blog250/public_html/wp-blog-header.php(19): require_once('/home/storage/5...') #5 /home/storage/5/54/f3/blog250/public_html/index.php(17): require('/home/storage/5...') #6 {main} thrown in /home/storage/5/54/f3/blog250/public_html/wp-content/themes/thematic/library/extensions/hooks-filters.php on line 194