Ciência social

29/11/2011 12:30 | Autor: Bernardo Esteves

Ciência social

Não faltam exemplos de como o uso de blogs para a divulgação de resultados de pesquisas traz mais transparência e dinamismo para a prática da ciência. Novos argumentos em favor dos blogs de ciência vêm do estudo feito por uma dupla de economistas americanos que resolveram atacar essa questão com métodos estatísticos. Eles concluíram que posts sobre estudos de sua área aumentam o número de acessos dos artigos abordados, fortalecem a reputação dos autores e parecem influenciar a atitude dos leitores.

Medir o impacto dos blogs de economia foi o objetivo de David McKenzie e Berk Özler, do Banco Mundial. Os resultados foram apresentados numa série de três posts publicados em novembro num blog da London School of Economics. No primeiro post da série, a dupla investigou como a publicação de um post sobre um determinado artigo influenciava o seu alcance, medido pelas estatísticas de acesso ao resumo e de downloads do trabalho noResearch Papers in Economics, o RePEc, um banco de dados sobre artigos acadêmicos de economia. Foram monitorados 94 artigos e seis blogs.

Os resultados apontam uma relação inequívoca entre a apresentação de um estudo em blogs e seu número de acessos. Artigos que foram objeto de um post no blog Economix, do New York Times, por exemplo, tiveram um aumento de 135 visualizações de seu resumo em um mês. Para posts veiculados no Marginal Revolution, o aumento foi de 300 visualizações. O maior impacto foi associado ao blog Freakonomics: o aumento no acesso de estudos divulgados ali foi de 450 visualizações num único mês.

Um relato independente publicado este mês reforça essas conclusões. Num post publicado em seu blog, a pesquisadora de ciência da informação Melissa Terras relatou o impacto da divulgação em blogs e no Twitter de um artigo acadêmico escrito por ela. Ela contou que, antes da divulgação do trabalho nas redes sociais, ele havia sido baixado apenas duas vezes. Depois de cair na rede, ele foi baixado mais de 500 vezes numa única semana – o suficiente para colocá-lo entre os itens mais lidos do banco de artigos de sua universidade.


O gráfico mostra como a divulgação de um estudo no blog Freakonomics afetou o número de acessos ao seu resumo.

Num segundo momento, McKenzie e Özler investigaram se a divulgação de pesquisas em blogs aumentava a reputação de seus autores. Para tanto, eles trabalharam com a lista dos economistas mais admirados pelos seus pares americanos segundo um levantamento de 2011 e com a lista dos 500 economistas mais lidos e citados de acordo com as estatísticas da RePEc. Eles constataram que os autores que blogavam com regularidade tinham mais probabilidade de aparecer entre os mais admirados aos olhos de seus pares.

“Essa evidência é consistente com a visão de que a publicação em blogs ajuda a construir o prestígio e reconhecimento na profissão”, afirmaram os autores ao interpretar os resultados, antes de lembrar que o levantamento feito por eles apontou apenas uma correlação, e não uma associação causal.

Num terceiro post, por fim, a dupla tentou entender em que medida os posts sobre pesquisas acadêmicas em economia são capazes de influenciar a atitude dos leitores. Eles buscaram abordar essa questão com um levantamento que fizeram junto a economistas da academia e do mercado e com um experimento que realizaram com posts do blog do Banco Mundial no qual escrevem regularmente. Os resultados, dizem eles, sugerem que os blogs têm, sim, o poder de influenciar os leitores.

É preciso cautela ao extrapolar os resultados do estudo de McKenzie e Özler para os posts de outras disciplinas e mesmo para outras comunidades que não a dos economistas americanos. De todo modo, o estudo traz lastro quantitativo para a percepção de que o compartilhamento das pesquisas nos blogs e redes sociais aumenta a sua visibilidade. Como a própria revistaNature já reconheceu num editorial de 2009, passou da hora de os cientistas mergulharem de cabeça na blogosfera.

Os leitores interessados em conhecer detalhes do estudo da dupla podem baixar o artigo no qual eles sistematizam os resultados.

Foto: Simon Cockell (CC 2.0 BY)

Categorias: Neurosfera. Para adicionar o texto à sua lista de favoritos, use o permalink. Envie um comentário ou deixe um trackback: URL de trackback.

Envie um Comentário

Seu email nunca será divulgado. Os campos de preenchimento necessário estão marcado com um *

*
*
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com